Enciclopédia do Valvuleiro

Como Funciona uma Válvula de Retenção?

Segunda Feira - -- de -- de --

como funciona uma válvula de retenção

Como funcionam as válvulas de retenção?
As válvulas de retenção, são utilizadas para impedir a inversão de fluxo. Elas permitem o escoamento para um único sentido utilizando a diferença de pressão para impedir o retorno do fluido no sentido contrário. Ou seja, a força que é utilizada para a sua abertura é causada pelo próprio fluido, dispensando assim a interferência humana nesse processo. Onde elas são utilizadas?
De forma geral, as válvulas de retenção são instaladas no inicio das linhas de tubulações, entre a saída das bombas e dos registros, para que se consiga proteger as bombas, devido a cessação brusca do escoamento. Este posicionamento da válvula de retenção é o mais indicado, por facilitar inspeções e possíveis manutenções.
As válvulas de retenção são indicadas para operar com líquidos, gases e vapor saturado, pois possuem tendências de inversão de fluxo.
Este tipo de válvula também pode ser utilizado em qualquer posição (caso necessite de uma válvula retenção apenas para uso na horizontal, é indicado a do tipo pistão).
As válvulas de retenção, normalmente são feitas com o obturador em forma de disco (portinhola) fixo ao extremo de uma haste articulada, pilotada superiormente por um eixo paralelo à sede da válvula. A obstrução do escoamento se dá quando o fluido não apresenta pressão suficiente para manter a portinhola aberta (tendência de inversão no sentido de escoamento). Esse tipo projeto causa uma perda de carga mínima e é recomendado para ser utilizada em conjunto com válvulas de passagem plena.
Não são recomendadas para fluxos pulsantes e/ou com alta velocidade de escoamento.

Tipos de válvula retenção:
Válvula de retenção de esfera: Uma válvula de retenção esférica possui um gargalo invertido, com uma “bola” posicionada na parte mais apertada da abertura da mola. No lado contrário o fluído (líquido ou gás) exerce pressão sobre a esfera, e assim, a mola de contato permite a passagem do fluxo. Ao diminuir a pressão do fluido, a mola retorna a esfera para a posição firmada na parte estreita, bloqueando a passagem de fluido. Válvula de retenção de elevaçãoVálvulas de retenção de elevação precisam de alta pressão para que consigam operar. No centro da válvula, o disco está localizado em uma mola que o empurra para baixo. Quando a pressão da entrada atinge a faixa de pressão necessária, o disco levanta e permite que o líquido saia. Quando se tem a pressão acumulada no outro lado da válvula, criando assim o refluxo, força o disco para baixo, bloqueando o fluxo.
Válvula de retenção basculante: O disco abre e fecha através de um pino. Quando a pressão cresce, o disco é empurrado pressionando uma mola e assim libera a passagem de fluxo. Quando a pressão do fluido diminui e começa a existir o refluxo a mola retorna a portinhola para posição fechada automaticamente. Válvula de retenção tipo wafer: A válvula de retenção tipo wafer é um dispositivo mais em conta e mais leve que as demais, mas opera no mesmo esquema. O disco de uma válvula de retenção wafer é uma fina folha de metal, que permite que seja conectada entre dois flanges. As válvulas de retenção de elevação e basculantes são muito volumosas para funcionar em tal posição. A válvula tipo wafer pode funcionar tanto como uma mola ou dobradiça para permitir o fluxo. Válvulas de retenção de disco bipartido: Como muitos tipos de válvulas, a válvula de retenção de disco utiliza um pedaço de metal como um disco, mas o seu disco funciona como duas portas. Quando a pressão do fluido é aplicada sobre as portinholas, elas dobram-se e liberam a passagem do fluxo. Quando a pressão se inverte, os dois lados se desdobram para trás fecham a passagem.



Não se esqueça... A curiosidade é que move o mundo!

Acompanhe o grupo Micro Rio:
www.fb.com/microriovalvulas
www.instagram.com/microriovalves
www.linkedin.com/company/microrio/
www.twitter.com/microriovalves

Conteúdo relacionado: