Enciclopédia do Válvuleiro

O que é Emissão Fugitiva?

Quarta Feira - 08 de Maio de 2019

emissao fugitiva

A segurança no trabalho é muito importante durante os processos industriais. Por isso, a tecnologia avança constantemente também nessa área. Para assegurar a vida nas próximas gerações, é necessário reduzir a liberação de poluentes ao meio ambiente, isso é uma preocupação crescente no mundo, parte dessa poluição ocorre por vazamentos em equipamentos industriais, o que além de poluir causa um custo muito elevado para as indústrias. Até um passado recente, esse custo, sequer, era considerado nas análises das empresas. A busca cada vez maior por qualidade produtiva e ambiental e a otimização de processos nas indústrias do mundo voltam os seus olhos para as perdas por vazamentos. Neste texto nós falaremos sobre emissões fugitivas, o que é como funciona essa importante parte no mundo das válvulas industriais.

O termo emissões fugitivas pode ser definido como vazamentos inesperados ou indesejados, para a atmosfera, de qualquer produto químico ou mistura de substâncias, em qualquer forma física oriundos de equipamentos instalados em plantas industriais,. Existem muitas normas de testes para controle de emissões fugitivas em projetos de válvulas, entre as mais utilizadas estão a EN ISO 15848-1-Válvulas industriais – Medição, teste e qualificação de procedimentos para emissões fugitivas – Parte 1: Sistema de Classificação e procedimentos de qualificação para tipos de testes para válvulas e o padrão alemão que é o TA Luft.

Em um estudo realizado na Holanda em 2016, 72% das Emissões de uma única refinaria foram atribuídas a perdas por vazamento de equipamentos, 18% à queima, 5% à combustão, 1% à armazenagem e 4% a emissões de processo. As fontes das emissões fugitivas podem ser várias, tais como vazamentos em válvulas industriais, válvulas de segurança, flanges, bombas, reservatórios, grande parte dessas emissões não voluntárias fazem mal ao meio ambiente e geram prejuízos que não são financeiramente reparáveis.

Vazamentos de benzeno de fábricas de produtos químicos e refinarias de petróleo, de sulfeto de hidrogênio, dióxido de enxofre que reage com o vapor de água e aumenta a acidez das chuvas, só para citar alguns fluidos que são muito prejudiciais a saúde humana e ao meio ambiente; a maioria desses materiais voláteis não são visível a olho nu e para medir com precisão essas perdas, são utilizados dispositivos de detecção apropriados para "farejar", detectar e medir as perdas por vazamento, seguindo as orientações das normas para realizar e quantificar esses aferições, mas isso é assunto para uma outra postagem.

Teste no engaxetamento de uma válvula para emissões fugitivas.
Em estudos e testes que vem sendo realizados desde a década de 90 em refinarias de petróleo, foi verificado que pelo menos 60% das emissões fugitivas nessa área são originadas em válvulas, estima-se que em uma refinaria de porte médio a quantidade de válvulas seja de 80 a 95 mil unidades, por isso que o controle de emissões fugitivas é tão importante e esta sendo cada vez mais aplicado nos processos produtivos.

O objetivo sustentável das empresas que lidam com esses materiais é controlar ao máximo as emissões fugitivas para que elas fiquem dentro dos padrões determinados pelas normas. As tecnologias existentes nos dias de hoje permitem que as empresas invistam nesses monitoramentos. Além de evitar multas, as empresas evitam grandes prejuízos e fazem uma programação de manutenção muito mais eficaz e segura. Nesse sentido, é mais do que essencial garantir o controle de emissões fugitivas, garantindo o bem-estar ambiental e humano e a segurança e economia nos processos industriais.



Não se esqueça... A curiosidade é que move o mundo!

Acompanhe o grupo Micro Rio:
www.fb.com/microriovalvulas
www.instagram.com/microriovalves
www.linkedin.com/company/microrio/
www.twitter.com/microriovalves