Enciclopédia do Válvuleiro

Ensaios não destrutivos - Ultrassom

Sexta Feira - 5 de Julho de 2019

o que é um ensaio não destrutivo com ultrassom

Todos os sons que são produzidos em determinado ambiente refletem-se ou reverberam nas paredes do local. É através desse fenômeno que se realiza o ensaio não destrutivo por ultrassom de materiais. Uma onda sonora reflete ao colidir com uma superfície qualquer, a vibração ou onda ultrassônica também reflete ao percorrer um meio elástico, e assim, a vibração ou onda ultrassônica refletirá ao colidir com descontinuidades ou falhas internas no material a ser analisado. O ensaio por ultrassom é usado mundialmente por ser um método não destrutivo que serve para identificar descontinuidades e falhas em materiais metálicos ou não metálicos. Em particular, para válvulas industriais, flanges, tubos e quaisquer equipamentos utilizados nos processos industriais. Neste artigo nós falaremos sobre como esse método de ensaio não destrutivo é usado para detectar descontinuidades e problemas no processo de fabricação de uma peça.

As descontinuidades são falhas no material que são inerentes aos processos de fabricação de peças, por exemplo, bolhas de gás, trincas, poros em peças fundidas; dupla laminação em laminados, micro trincas em forjados, escórias em uniões soldadas, etc. A aplicação de ensaios não-destrutivos, tem como objetivo verificar se a peça está íntegra sem danificá-la e assim aumentar a segurança e a certeza de que ela atenda aos requisitos de projeto.

Em linhas gerais, o ensaio de ultrassom é essencial para garantir a qualidade de peças que são muito espessas ou têm geometrias mais complexas. Ele é aplicado na indústria geral, principalmente na área naval, óleo e gás e marítima. Os ensaios são aplicáveis em aços carbono e inoxidáveis. Outros materiais que não sejam metálicos, também podem ser analisados por esse tipo de ensaio não-destrutivo, porém usando métodos especiais em função do material.

Existem várias vantagens na utilização do método ultrassônico: a alta sensibilidade e precisão para detectar falhas como trincas por causa do tratamento térmico. A inspeção e investigação por meio desse método de ensaio não-destrutivo são feita rapidamente, sem processos intermediários e com total segurança para o operador; as variáveis como localização, tamanhas e a interpretação das descontinuidades são todas reveladas.

Por outro lado, um grande conhecimento teórico e experiência são exigidos do inspetor que realizará o exame, é preciso fazer a preparação da superfície para a realização do ensaio, Camadas muito finas ou pouco espessas acabam por atrapalhar o teste e não revelar falhas que passam despercebidas pelo método de inspeção.

Em resumo, o ensaio não destrutivo ultrassom oferece resultados com muita agilidade, pelo fato de que eles podem ser interpretados diretamente, diferente do que acontece por meio de radiografia ou gamagrafia, onde o filme deve ser revelado, que é um processo que leva certo tempo para ser realizado. Além disso, por meio do ensaio não destrutivo ultrassom, podem ser obtidas com precisão a localização e o tamanho do defeito ou da descontinuidade, facilitando muito sua interpretação.



Não se esqueça... A curiosidade é que move o mundo!

Acompanhe o grupo Micro Rio:
www.fb.com/microriovalvulas
www.instagram.com/microriovalves
www.linkedin.com/company/microrio/
www.twitter.com/microriovalves

Conteúdo relacionado: