Enciclopédia do Valvuleiro

O que você não deve fazer com uma Válvula?

Segunda Feira - -- de -- de --

o que vc não deve fazer com uma válvula

Existem diversos tipos válvulas que atendem os mais variados setores, como: indústrias farmacêutica, químicas, alimentícias, siderurgias, saneamento, óleo e gás, açúcar e álcool, biocombustíveis, mineração, etc.

No entanto, embora algumas válvulas tenham aplicações parecidas, cada tipo de válvula é destinada para uma finalidade, e existem até cursos para que o usuário aprenda a identificar cada uma, onde se aplicam e como fazer a manutenção delas. Dentro de um processo industrial, por exemplo, as válvulas podem representar até 15% de toda instalação, que, dependendo do tipo, tamanho e aplicação essa porcentagem pode chegar há 30% como em refinarias e plataformas de extração de petróleo.

Bom... Agora que você sabe a importância e o custo que estas válvulas podem gerar, o que você não se deve fazer com elas?

- Nunca utilize uma válvula de esfera com sede resiliente para efetuar o controle de vazão de uma linha; Sempre utilizar ela totalmente aberta ou totalmente fechada.
- Nunca utilize uma válvula menor, ou seja subdimensionada para o seu processo, pois poderá apresentar um desgaste prematuro, através cavitação;
- Nunca expor o equipamento a temperaturas incompatíveis as das sedes de vedação... O que geralmente fica em torno de -48 ~ 160 graus.

Outro erro bem comum, é a busca por preços baixos, ao invés de qualidade. Os problemas que podem acontecer com válvulas durante a operação de um processo, se tornam mais caros do que se escolher a válvula adequada logo na primeira vez.

Muitos fabricantes já se preocupam com a durabilidade do produto e utilizam materiais que aumentam a vida útil destes dispositivos, como o aço inoxidável, ferro, alumínio e cobre; sendo o de aço inox o mais resistente e mais caro também. No entanto, o material a ser utilizado na fabricação das válvulas depende do tipo de fluido e as condições de operação; da especificação ser feita corretamente, boas instalações, da correta manutenção e dimensionamento, com isso elas podem ter uma longa vida útil.

E é por isso que a Micro Rio investe incessantemente em pesquisa, desenvolvimento e treinamentos para elevar ainda mais os padrões de qualidade de nosso mercado.

De quebra vou deixar aqui embaixo na descrição uma tabela indicando a válvula adequada para cada tipo de serviço.

Ficou com alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários! Não deixe de curtir e compartilhar este vídeo.



Não se esqueça... A curiosidade é que move o mundo!

Acompanhe o grupo Micro Rio:
www.fb.com/microriovalvulas
www.instagram.com/microriovalves
www.linkedin.com/company/microrio/
www.twitter.com/microriovalves

Conteúdo relacionado: