Enciclopédia do Válvuleiro

Tipos de acoplamentos na tubulação em válvulas borboleta.

Segunda Feira - 09 de Dezembro de 2019

tubucao válvula borboleta

Essa é a válvula mais leve e compacta dentre todos os tipos existentes. São fabricadas nos modelos wafer, lug, semi lug e flangeada e tem peso reduzido, com baixos custos de fabricação e instalação, além de fácil manutenção manuseio e projeto de instalação.

As válvulas borboleta flangeada podem ser construídas em qualquer tamanho. Nos tamanhos superiores a NPS 40” não é viável a utilização de modelos wafer ou lug. Em caso de travamento na posição totalmente aberta, não é possível a sua retirada da tubulação, pois o diâmetro do disco é maior do que o face-a-face da válvula, sua retirada só é possível se a tubulação a montante ou a jusante poder ser deslocada.

Wafer Nesse modelo, o diâmetro externo do corpo encosta nos estojos dos flanges da tubulação mantendo a centralização da válvula na montagem, conforme a norma API 609, ela pode ser construída em duas categorias, A ou B, na categoria A, a pressão de trabalho é estipulada pelos fabricantes, a maioria gira em torno de 10 kgf/cm2, porém o dimensional é conforme o flange classe 150, já na categoria B a classe de pressão da válvula deve ser a mesma dos flanges, inclusive a pressão máxima de trabalho. As tensões provenientes da tubulação são transmitidas somente para os prisioneiros e não para o corpo da válvula como ocorre com as flangeadas ou lug.

Na válvula borboleta wafer com vedação resiliente não é necessário usar junta de vedação entre a válvula e os flanges da tubulação, pois o próprio anel sede da válvula já promove essa vedação entre os flanges; nas válvulas com vedação metal x metal já é necessário usar juntas de vedação adequadas as condições do processo, normalmente essas válvulas com vedação metal x metal são utilizadas em processos mais severos e em altas temperaturas aonde as sedes resilientes não funcionariam adequadamente.

LUG
Os corpos das válvulas modelo lug possuem “orelhas” com furos roscados que facilitam a fixação nos flanges da tubulação, assim, com a válvula na posição fechada, a tubulação a jusante pode ser removida mesmo com o lado a montante estando pressurizado. No modelo wafer é necessário estojos ou parafusos com suas respectivas porcas para fixação na tubulação, na no modelo lug, podem ser usados esses fixadores com porcas ou somente parafusos, a norma API 609 oferece essas opções.

acoplamento tabela borboleta

Existem projetos de válvulas borboleta denominados “semi lug”, essa nomenclatura não é citada nas normas construtivas de válvulas borboleta, por exemplo a API 609, AWWA C504, MSS SP-67, MSS SP-68, é uma nomenclatura de mercado, nesse modelo existem apenas quatro “orelhas” para auxiliar na montagem, duas na parte superior e duas na parte inferior, e em alguns casos há somente duas “orelhas” na parte superior do corpo da válvula

tabela acoplamento válvula borboleta

Corpos de válvulas borboleta semi lug, a direita com orelhas somente na parte superior do corpo e a esquerda com orelhas nas parte superior e inferior.
A válvula modelo lug pode ser instalada em final de linha sem a necessidade de contra-flange, a modelo wafer também pode ser instalada em final de linha, porém há a necessidade de um contra flange.

Nos projetos de válvula borboleta bi excêntrica, o anel resiliente é fixado no corpo da válvula através de um disco metálico e parafusos.

FLANGEADA
As válvulas com flanges normalmente são utilizados para grandes tamanhos, acima de NPS 40” (1.016 mm), porém a norma API 609 cobre válvulas flangeadas a partir do NPS 3”, as válvulas flangeadas são mais pesadas e ocupam mais espaço na tubulação, pois o seu face-a-face é bem maior do que o das válvulas tipo wafer, dependendo da aplicação não se justificam essas diferenças.

Independente do modelo, as válvulas podem ser instaladas em tubulações horizontais, verticais ou inclinadas.

Se você gostou desse artigo, achou interessante ou se ele te ajudou de alguma forma, nos de um retorno para que possamos melhorar ainda mais os nossos conteúdos, enviem sugestões de assuntos para elaboração de posts, se tiverem dúvidas, por favor, fiquem a vontade para nos ligar ou nos envie a dúvida por e-mail.



Não se esqueça... A curiosidade é que move o mundo!

Acompanhe o grupo Micro Rio:
www.fb.com/microriovalvulas
www.instagram.com/microriovalves
www.linkedin.com/company/microrio/
www.twitter.com/microriovalves

Conteúdo relacionado: