Enciclopédia do Válvuleiro

Qual Válvula usar: Válvula de Bloqueio ou Isolamento?

Sexta Feira - 29 de Maio de 2019

valvula de isolamento

Os tipos de válvulas que existem no mercado são muitos, e cada segmento é um mundo a parte, por isso é muito importante ter informações claras quando se fala em válvulas, onde usar cada tipo e, dependendo da aplicação, qual é a mais adequada dentro de um sistema. Neste artigo abordaremos dois tipos de válvulas que causam dúvidas muito comuns: válvulas de bloqueio e de isolamento. Vamos expor as diferenças entre elas e onde usá-las, de acordo com a aplicação.

Na indústria, de uma forma ampla e abrangente, existem inúmeros processos, com muitas variáveis, alguns mais comuns e outros totalmente específicos; sistemas com altas pressões, iguais ou superiores a 104 kg/cm2 (classe 600 e maiores), temperaturas que podem variar de aproximadamente -190°C, utilizadas em criogenia, até superiores a 800 °C, válvulas fire-safe, e as válvulas industriais para isolamento ou bloqueio estão presentes em todo esse leque de aplicações. Entretanto, qual é a diferença entre elas?

As denominações são semelhantes, mas as válvulas de bloqueio e de isolamento possuem funções bem distintas. Suas aplicações se diferem no que tange ao tratamento do fluido. Dentro da categoria de válvulas de bloqueio, temos válvulas do tipo borboleta, agulha, gaveta, globo e esfera e na categoria de válvulas de isolamento temos as de bloqueio absoluto e a de retenção.

Quando falamos de válvulas de bloqueio, estamos nos referindo a válvulas unidirecionais, ou seja, permitem a passagem do fluido somente em uma direção, o contra fluxo é bloqueado; por exemplo, as válvulas globo ou agulha; ou bidirecionais, que permitem a passagem do fluído em ambas as direções, como a válvula gaveta, esfera e borboleta. A válvula de isolamento serve, contudo, para isolar um trecho específico de um sistema.

Enquanto a válvula de bloqueio funciona totalmente aberta ou totalmente fechada, a válvula de isolamento tem a função de isolar o fluxo em uma seção do sistema, trabalha sempre aberta, é acionada somente para realização de manutenções. Além disso, a válvula de bloqueio é usada em aplicações gerais, enquanto a válvula de isolamento é usada em sistemas mais elaborados em que são necessárias manutenções planejadas e em sistemas com alto grau de criticidade.

Características básicas de algumas válvulas de bloqueio:

Borboleta: Existem modelos tanto para baixa quanto alta pressão, o seu obturador é um disco que gira com o eixo de acionamento ficando paralelo ao fluido quando está aberta ou perpendicular ao mesmo quando esta fechada; Gaveta: possui vedação geralmente por obturador em forma de cunha com guias laterais, possui curso linear de acionamento, diferente da borboleta e esfera em que o curso e giratório, é uma das válvulas mais utilizadas em processos de uma forma geral.

Globo: O obturador geralmente é em formato cônico, serve para sistemas que precisam ser fechados ou abertos constantemente, com esse tipo de válvula é possível fazer um controle não muito preciso da vazão do fluido; Esfera: O obturador é uma esfera com um furo de passagem, quando este furo se alinha com a passagem a válvula esta aberta, girando 90° ocorre o bloqueio da passagem do fluido, a válvula esfera esta cada vez mais sendo utilizado no lugar da válvula gaveta, por praticamente não ter perda de carga e pelo fato do acionamento ser mais rápido do que o da válvula gaveta.



Não se esqueça... A curiosidade é que move o mundo!

Acompanhe o grupo Micro Rio:
www.fb.com/microriovalvulas
www.instagram.com/microriovalves
www.linkedin.com/company/microrio/
www.twitter.com/microriovalves

Conteúdo relacionado: