Enciclopédia do Válvuleiro

Qual a espesurra de parede de uma Válvula?

Quarta feira - 23 de Outubro de 2019

Espessura de uma Válvula

Uma das partes mais importantes dos projetos das válvulas industriais é a espessura de parede da carcaça, ou de corpo e castelo ou simplesmente espessura do corpo, este é um dos principais fatores que diferencia as classes de pressão de uma válvula e hoje o nosso artigo vai falar um pouco sobre as normas que determinam as espessuras, e os cuidados que se devem ter na elaboração destes projetos.

Uma das normas mais utilizadas para determinação da espessura de paredes dos diferentes tipos de válvulas industriais é a norma ASME B16.34, porém, dependendo do tipo de válvula a ser projetada, é necessário em primeiro lugar consultar a norma de construção especifica do tipo de válvula, por exemplo: para projetar uma válvula gaveta, deve-se consultar a norma API 600, que é a norma de construção de válvulas industriais do tipo gaveta, essa norma possui tabelas para espessura de parede de corpo especificas para válvulas gaveta, e esses valores são diferentes dos apresentados na ASME B16.34, segue abaixo a tabela para espessura de parede da API 600:


Norma API 600
Vamos comparar com a tabela de espessuras de parede da ASME B16.34 que segue abaixo:

Norma ASME B16.34
A tabela da ASME B16.34 cobre válvulas de até DN 50” (1800 mm), para o nosso exemplo selecionamos até o tamanho DN 6” (150 mm), vamos tomar como exemplo uma válvula gaveta DN 6” classe 150, pela tabela API 600 a espessura mínima de parede é de 11,9 mm e pela tabela ASME B16.34 essa espessura é de 7,1 mm, como podemos observar há uma diferença de 4,8 mm para menos na ASME B16.34 em relação a API 600, nesse caso obrigatoriamente deve-se adotar o valor da API 600, por segurança, normalmente os fabricantes projetam suas válvulas com a espessura de parede maior do que o mínimo exigido pelas normas, pois o corpo e tampa das válvulas são fundidos e em função da geometria das peças ser complexa, é muito difícil de se manter uma contração uniforme em todos os pontos das peças, para não correr o risco da espessura ficar menor em alguns pontos, a espessura é aumentada em no mínimo 10% do valor mínimo fornecido pela norma, esse aumento não é normalizado e varia de fabricante para fabricante.

Quanto melhor for a fundição das peças, mais uniforme a espessura de parede do corpo será, é isso resulta em menor peso de todo o conjunto, por consequência o custo é menor, principalmente em válvulas de tamanhos maiores com classes de pressão mais elevadas e em materiais como os aços inoxidáveis e os aços liga que tem um custo maior.

Normalmente a norma de construção da válvula menciona a referência a ser seguida para a espessura de parede, por exemplo, a norma API 6D que é uma norma de construção para válvulas do tipo esfera, gaveta, retenção e macho não fornece tabelas com as espessuras, porém indica a norma ASME B16.34 para esses valores, já as normas ASME B16.34, API 600, API 602, BSI 17292 já fornecem a espessura de parede diretamente na própria norma.

Se você gostou desse artigo ou ele te ajudou de alguma forma, nos de um retorno para que possamos melhorar ainda mais os nossos conteúdos, enviem sugestões de assuntos para elaboração de posts, se tiverem dúvidas, por favor, fiquem a vontade para nos ligar ou nos envie a dúvida por e-mail.

Ficou alguma dúvida? Escreve para gente clicando aqui.

Não se esqueça... A curiosidade é que move o mundo!

Acompanhe o grupo Micro Rio:
www.fb.com/microriovalvulas
www.instagram.com/microriovalves
www.linkedin.com/company/microrio/
www.twitter.com/microriovalves

Conteúdo relacionado: