Enciclopédia do Válvuleiro

Entenda o consumo das válvulas de uma usina

Terça Feira - 16 de Junho de 2020

entenda valvulas na usina

Você sabe como se dá o consumo das válvulas dentro de uma usina? A partir de qual momento do ano ela é usada com maior frequência? Bom, são muitas dúvidas sobre o assunto. E, por isso, nós da #MicroRio trouxemos algumas informações para que você possa esclarecer essas e outras questões.

Antigamente as usinas realizavam a manutenção do seu maquinário no segundo semestre do ano, mais precisamente a partir de agosto, que era quando havia a paralização total de suas atividades. E é justamente nesse período de manutenção que o consumo das válvulas aumentava consideravelmente.

Esse método de funcionamento tem relação direta ao modo como funcionavam as usinas de cana de açúcar em épocas passadas. Estas usinas paravam na época da entressafra, que geralmente ocorria entre dezembro e abril, para efetuar a manutenção das maquinas.

Contudo, hoje em dia, visando uma maior produtividade e, consequentemente, a elevação de seus ganhos, esse processo de manutenção ocorre em paralelo as atividades das usinas. E caso haja problema em alguma válvula, o reparo ou a troca dessa peça é feita com as usinas em pleno funcionamento. Essa estratégia de planejamento das manutenções passou a ser adotada porque, quando paradas, as usinas perdiam até 40% do seu custo de produção, o que impactava bastante na receita desses empreendimentos.

No brasil aproximadamente 90% da energia elétrica gerada é originada das usinas hidrelétricas. E em nosso pais existem mais de 100 usinas desse tipo, sendo que a maioria estão na região sul. As usinas que mais se destacam são:
Usina Hidrelétrica de Itaipu Binacional que é localizada no Rio Paraná;
Usina Hidrelétrica de Belo Monte que é localizada no estado do Pará no Rio Xingú;
Usina Hidrelétrica de Tucuruí que estar localizada no Rio Tocantins, também no estado do Pará;
Usina Hidrelétrica de Jirau que fica localizada em Rondônia no Rio Madeira.



Acompanhe o grupo Micro Rio:
www.fb.com/microriovalvulas
www.instagram.com/microriovalves
www.linkedin.com/company/microrio/
www.twitter.com/microriovalves

Conteúdo relacionado: