Enciclopédia do Válvuleiro

Como funciona uma válvula de bloqueio automático?

Sexta Feira - 31 de Maio de 2019

bloqueio automatico

Como funciona uma válvula de bloqueio automático? As válvulas de bloqueio servem para garantir a segurança dos sistemas de tubulação das indústrias. Quando emergências ocorrem, como vazamentos, por exemplo, a válvula precisa ser bloqueada. Para facilitar a atuação delas, surgem as válvulas de bloqueio automático. Neste artigo falaremos como funcionam as válvulas de bloqueio automático e como elas garantem a segurança de um sistema que trabalha com fluidos de alto risco para indústrias.

Onde as válvulas de bloqueio automático são usadas?

As válvulas de bloqueio automático são voltadas principalmente para os gases. Esse tipo de válvula é de vital importância para manter a segurança de uma tubulação dentro das indústrias. Sistemas que envolvem o transporte de gases naturais, por exemplo, precisam ter poucos riscos de acidentes envolvendo a indústria em relação às perdas materiais ou vitais.

A válvula de bloqueio automático é acionada a partir do momento em que há um problema no sistema, como um vazamento. No transporte de gases naturais, as válvulas de bloqueio precisam ser usadas em série de acordo com as normas brasileiras de instalações que lidam com esses fluidos inflamáveis. De modo geral, existem vários tipos de válvulas de bloqueio automático. Cada um é voltado para aplicação em um determinado tipo de sistema industrial.

As válvulas de bloqueio automático são feitas com o intuito de garantir segurança em sistemas que transportam GLP e gases naturais, de acordo com as normas técnicas brasileiras. Elas são instaladas na entrada de sistemas hidráulicos para evitar futuros vazamentos. As válvulas de esfera de sede metálica costumam ser utilizadas como válvulas de bloqueio para a segurança de processos industriais.

Em linhas gerais, elas são escolhidas por terem um custo mais baixo quando falamos de sua produção. A manutenção e reparo dessas válvulas também têm custos menores.

O acionamento das válvulas de bloqueio automático pode ser feito por meio de três tipos de atuadores constantemente mencionados em nossos artigos: elétricos, hidráulicos ou pneumáticos. Dependendo do fluido que passa sobre a válvula, o cilindro atuador na válvula pode ser de simples ou dupla ação. No caso de acionamento simples, uma mola faz com que a válvula retorne à sua posição inicial quando desenergizada (ou, em outros casos, desacionada pela interrupção do ar ou do fluido hidráulico). No segundo caso das válvulas de dupla ação, o acionamento é controlado pela entrada do ar em duas posições.

O tipo de acionamento varia bastante entre as instalações, pois depende de cada sistema e espaço disponível. Além disso, a maior parte dos atuadores são de simples ação, pois a válvula de bloqueio é desacionada a partir de uma emergência, assim caso haja falta de alimentação no cilindro, a válvula volta à sua posição inicial e tranca a passagem do fluxo.

Em resumo, a válvula de bloqueio automático funciona a partir da detecção de emergência e interrupção imediata do fluxo que passa pela tubulação. Desse modo, o fluido inflamável que está sendo transportado não vaza o suficiente para comprometer todo o sistema e causar estragos maiores. Nesse sentido, a válvula de bloqueio automático é essencial em sistemas que lidam com fluidos mais abrasivos e agressivos.



Não se esqueça... A curiosidade é que move o mundo!

Acompanhe o grupo Micro Rio:
www.fb.com/microriovalvulas
www.instagram.com/microriovalves
www.linkedin.com/company/microrio/
www.twitter.com/microriovalves

Conteúdo relacionado: